Entrega de placas em Santarém

FPF

Cerimónia contou com a presença do presidente da FPF, Fernando Gomes.

Foram 29 os clubes filiados na Associação de Futebol de Santarém que receberam os diplomas de certificação relativos à época 2020/21.

A cerimónia realizou-se na Casa do Campino de Santarém e contou com a presença do presidente da FPF, Fernando Gomes, que fez questão de elogiar a AF Santarém pelo seu envolvimento no processo de certificação. 

“Nada seria possível sem o envolvimento das Associações, e neste caso concreto de Santarém e a sua subcomissão da certificação que foi criada, que teve um papel fundamental na evolução verificada ao longo destes últimos anos”, referiu o líder da FPF.

"Santarém deu um salto de cinco para 18 entidades e depois, no ano seguinte, estamos aqui a certificar 29 entidades. Este é um processo exigente, mas extremamente produtivo. As entidades que forem certificadas veem o seu progresso valorizado e, portanto, também tem efeitos colaterais extremamente positivos”, destacou Fernando Gomes, deixando uma palavra aos autarcas da região:

"Se não forem os municípios deste país, de certeza absoluta que a atividade desportiva não chegava a 50% daquilo que ela é e, portanto, deixo uma palavra particular de agradecimento às autarquias pelo apoio que disponibilizam”.

Na época de 2018/19, a AF Santarém teve cinco clubes certificados. Na temporada seguinte foram 18, sendo que os atuais 29 correspondem a um aumento de 62 por cento em relação à época anterior.

Dos 62 clubes filiados na associação escalabitana, 52 registaram-se na plataforma de certificação.

O presidente da AF Santarém, Francisco Jerónimo, valorizou a presença do Presidente da FPF numa sessão em que se prestou "reconhecimento aos 25 clubes filiados de 13 concelhos que obtiveram a certificação de 29 entidades".

“Aos dirigentes e colaboradores, em especial os diretores técnicos dos clubes, o nosso reconhecimento pelo esforço que tiveram para ultrapassar muitas dificuldades. Todos sabemos que o processo de certificação devia ser o reflexo do trabalho das Entidades”, disse, antes de lançar um reto: "Passaram 5 anos, será que falta o livro branco da certificação, para melhor conhecermos as reais e verdadeiras dificuldades dos clubes, para que o sucesso seja ainda maior deste grande projeto, que é processo de certificação das Entidades Formadoras?”.

Recorde-se que, no total nacional, foram 1 064 as entidades que concluíram o processo de avaliação, das quais 745 foram consideradas certificadas.

 


;

Notícias