Seleção Sub-21 Futsal

Portugal vence após reviravolta

Futsal - Sub-21

A Equipa das Quinas venceu a sua congénere checa este domingo, por 3-2, no reencontro no Pavilhão Multiusos de Fafe. Checos foram para o intervalo por 2-0.

A Seleção Nacional de futsal sub-21 venceu este domingo, por 3-2, diante da sua congénere da República Checa no Pavilhão Multiusos de Fafe.

No encontro de sábado registou-se um empate (3-3).

Checos mortíferos no ataque
À semelhança do que aconteceu no jogo de sábado, a Equipa das Quinas assumiu mais o jogo e durante os primeiros sete minutos de jogos dispôs de duas boas oportunidades para abrir o marcador.

A formação checa voltou a demonstrar frieza e aos nove minutos, na cobrança de um livre, colocou-se em vantagem graças ao tento de Jan Křemen. O conjunto luso tentava de todas as maneiras chegar ao golo, mas os checos demostraram uma eficácia demolidora e a 28 segundos do final do primeiro tempo chegaram ao 2-0, por intermedio de Denis Dziuba.

Portugal opera reviravolta no marcador
Portugal entrou para o segundo tempo em desvantagem, mas demonstrou grande vontade em dar a volta ao marcador e conseguiu-o em 12 minutos, graças aos tentos de José Martins (23’), Rúben Góis (27’ e 32’).

Pela primeira vez em vantagem no conjunto dos dois jogos, Portugal não enjeitou a possibilidade de vencer e controlou as operações apesar das tentativas dos checos com guarda-redes avançado.

Rúben Góis em discurso direto
“Esta vitória tem um sabor muito bom. Ontem não conseguimos o resultado que queríamos que era a vitória. Conseguimos corrigir alguns erros que cometemos ontem. A República Checa é uma Seleção muito forte nas bolas divididas e hoje não os deixámos ser tão fortes nesse aspeto. Tivemos em desvantagem e este triunfo acaba por saber melhor ainda. Acreditámos sempre. Fomos para o intervalo a perder, 2-0, mas uma parte é muito tempo e conseguimos dar a volta ao marcador.”

José Luís Mendes em discurso direto
“Mais do que a vitória, foi importante a dificuldade do jogo. Quanto mais difíceis são os jogos, mais crescem estes jovens e esse é um dos nossos grandes objetivos – defrontar equipas competitivas. Neste caso, passámos por bastantes dificuldades. Felizmente o triunfo hoje caiu para o nosso lado. O jogo foi algo parecido com o que aconteceu ontem. Andámos sempre atrás do prejuízo e hoje foi ainda mais difícil porque fomos para o intervalo a perder por 2-0. Conseguimos, com calma e tranquilidade, virar o jogo para 3-2. A República Checa, a procurar marcar, apostou no jogo direto e isso criou-nos bastantes dificuldades. Sofremos até final e guardámos a vantagem e isso no futsal também é importante.”

Afonso Jesus e Tiaguinho falharam jogo
Os dois jogadores saíram lesionados da última partida e falharam o compromisso deste domingo. José Luís Mendes tem asism dez jogadores à sua disposição.

FOTOGALERIA
 
Ficha de Jogo
Jogo de preparação
Pavilhão Multiusos de Fafe

Árbitros: Eduardo Coelho e Cristiano Santos.
Terceiro árbitro: Filipe Duarte.
Cronometrista: David Pereira.

PORTUGAL 3-2 REPÚBLICA CHECA (0-2, ao intervalo)

Portugal (cinco inicial): Leandro Costa, Rúben Góis, Dinis Ramos, José Martins e Alexandre Cunha.
Suplentes: André Correia, Costinha, Rúben Freire - Cap., Nuno Chuva, , Paulinho Cruz, Francisco Oliveira e Daniel Costa
Treinador: José Luís Mendes.
Golos: José Martins (23') e Rúben Góis (27' e 32').
Disciplina: -.

República Checa (cinco inicial): Michal Hůla, Dominik Fejl, Jivan Šarközy - Cap., Daniel Hájek e Jan Křemen.
Suplentes: Lukáš Němec, Daniel Klíma, Patrik Lidmila, Matyáš Blahuta, Lukáš Křivánek, Dušan Künstner Zdeněk Sita, Dominik Balog e Denis Dziuba.
Treinador: Marek Kopecký.
Golos: Jan Křemen (9’) e Denis Dziuba (20’).
Disciplina: -.


;

Notícias