Inês Gonçalves: "Temos inteligência de jogo"

Futebol Fem. - Sub-19

Seleção Nacional continua preparação na Cidade do Futebol. Inês Gonçalves diz que está a viver o seu sonho.

A Seleção Nacional feminina sub-19 continuou, esta segunda-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, o estágio de preparação que antecede a Ronda de Elite do Euro 2020. 

Depois da vitória frente à Rep. Checa e da derrota diante da Finlândia, a Equipa das Quinas defronta a Áustria na terça-feira (15h00), no Estádio Sindicato dos Jogadores, em Odivelas.

Recorde-se que na derradeira fase de qualificação para o Campeonato da Europa Geórgia 2020, Portugal vai enfrentar, em Viseu, entre dias 7 e 13 de abril, a Itália, Bósnia Herzegovina e França. 

Em declarações ao fpf.pt, Inês Gonçalves fez a síntese do estáfio pré-competitivo:  " Estamos a preparar-nos para a Ronda de Elite. Sabemos que vamos enfrentar adversários muito difícies e que temos de estar prontas para esse patamar de exigência. Já jogámos contra a República Checa e Finlândia, dois encontros muito difíceis. Ganhámos o primeiro e perdemos o segundo mas acho que tirámos ensinamentos muito positivos. Temos de saber enfrentar todas as adversidades. Seguir em frente, aprender com os nossos erros e tornarmos-nos melhores", referiu.

Em relação ao próximo jogo frente à Áustria, a jogadora do Sporting CP revelou otimismo: "A nossa forma de encarar o jogo é sempre positiva. Perdemos frente à Finlândia e, apesar de ser uma equipa que se qualificou para a Ronda de Eleite, com três vitórias em três jogos, temos de reconhrcer que foram mais fortes e que devíamos ter sido melhores. A nossa expetativa é ganhar e darmos tudo o que temos para representar com dignidade a Seleção Nacional. Temos de estar à altura deste privilégio", referiu.

A jogadora também mostra confiança nas capacidades do grupo: "Se tivesse de explicar a forma como jogamos diria que, além da união, o que nos carateriza é a inteligência de jogo. Partimos sempre para os encontros cientes dos pontos fortes e fracos dos adversários. Como não temos grandes estrutura física temos de saber o nosso jogo às nossas caraterísitcas. Jogamos muito na proximidade e na procura do espaço. Temos a inteligência de aproveitar tudo o que as nossas adversárias nos dão", explica.   

Relativamente ao seu percurso nas Seleções Nacionais, Inês Gonçalves mostra-se muito satisfeita: "Procuro só e apenas dar o meu melhor por Portugal e contribuir para o sucesso da nação. Fiz parte da Seleção Nacional, em 2016, no Torneio de Desenvolvimento, mas ainda não joguei qualquer Ronda de Elite. Se for convocada não posso ficar mais orgulhosa. Mudei toda a minha vida quando vim para Lisboa há dois anos. Sou de Monsaraz, sacrifiquei muita coisa para estar aqui, mas tudo está a valer a pena. Estou a viver o meu sonho de representar Portugal. Também tenho a consciência que o mais difícil não é chegar aqui mas conseguir ficar", conclui a extremo.

 

Programa da Seleção:
10 de março de 2020 | terça-feira
15h00: jogo Portugal x Áustria (Estádio Sindicato dos Jogadores, Odivelas)
17h30: dispensa das jogadoras


;

Notícias