Fábio Neves: "Orgulho enorme estar aqui"

Futsal - Sub-19

Estreante na Equipa das Quinas, o jogador do Viseu 2001 conta como o futsal o ajudou a fintar um problema auditivo.

Com apenas 16 anos, Fábio Neves joga futsal nos juniores do Viseu 2001 e foi chamado pela primeira vez à Seleção Nacional sub-19, que cumpre um estágio em Vila Real. Admirador dos internacionais portugueses Miguel Ângelo e Bruno Coelho, "pela raça que têm a jogar", e com o sonho de "ser um dia profissional" nesta modalidade, o jovem diz a fpf.pt que o futsal o ajudou a fintar um problema grave de audição.

"Tenho um problema auditivo desde a infância. Quando tinha cinco anos, descobriram que tinha perdido as faculdades auditivas. Não é uma perda integral mas afeta-me os dois ouvidos com alguma gravidade e obriga-me a usar aparelhos para ouvir bem. No futsal, não uso nada e sou um jogador como qualquer outro", referiu Fábio Neves, explicando que a comunicação nunca o impediu de jogar:

"Não posso usar aparelhos auditivos nos treinos nem nos jogos. Utilizo sempre a leitura labial e, se não percebo bem, peço ao mister para repetir. É uma situação que já encaro com naturalidade. Acho que o meu desempenho não é prejudicado devido à minha insuficiência auditiva. O que interessa é o futsal que se mostra na quadra".

A chamada à Seleção estava entre os seus sonhos, mas confessa que não esperava que acontecesse agora. "Foi uma grande surpresa. Soube numa terça-feira em que fiquei em casa, com gripe e tosse. O meu pai acordou-me com a melhor notícia de sempre. 'Levanta-te que estás convocado para a Seleção', disse. Fizemos logo festa e a minha avó fartou-se de chorar de alegria. Quando liguei à minha mãe, também se emocionou. Eles sabem como vivo isto com paixão", descreveu.

Apesar de ter dado os primeiros passos no futebol de campo, cedo se mudou para o futsal, por influência do progenitor. "O meu pai foi para um clube de Viseu, onde jogava à baliza. Comecei a ir com ele, experimentei e nunca mais parei. Isso foi mais ou menos aos seis anos. De lá para cá, tenho cada mais vontade de jogar e evoluir como jogador", frisou Fábio Neves, que se destacou recentemente na seleção distrital da Associação de Futebol de Viseu.

"Acho que o 'mister' José Luís Mendes e a sua equipa [técnica] observaram-me no Torneio Interassociações, ao serviço da AF de Viseu. Correu-me bem e fui capitão. Deu tudo certo. Espero que continue a dar", atirou, com um sorriso tímido.

Questionado sobre os trabalhos que tem realizado em Vila Real, o atleta foi claro: "Estou a adorar e quero muito repetir. São diferentes dos que faço no clube: mais exigentes, mais duros e rigorosos. Pedi ao 'mister' para me passar o material que usou na condução destes treinos. Quero perceber os pormenores com calma, sem interromper os treinos com perguntas, por não ouvir tudo à primeira".

"Acho que estou a conseguir acompanhar o ritmo, com mais ou menos dificuldades. É normal que haja para quem nunca tinha estado na Seleção. Espero, sinceramente, que consigam ver todas as minhas qualidades. Para mim, é um orgulho enorme estar aqui", concluiu o jovem estreante.

Jogo de preparação esta terça-feira

Os comandados de José Luís Mendes treinaram na manhã desta terça-feira em Vila Real e realizaram um jogo de preparação ao final do dia, frente à Associação Amigos BD. Uma oportunidade para o Treinador Nacional ver em ação os 14 jogadores convocados, incluindo os estreantes Fábio Neves e Rodrigo Rego.

Recorde os nomes dos jogadores convocados:

AD Jorge Antunes: Rodrigo Rego;
AD Modicus/Cartest: Tiago Velho;
ADCR Caxinas Poça Barca: Carlos Monteiro, Lúcio Rocha, Raúl Moreira e Rodrigo Simão;
Futsal Azeméis by Noxae: Leandro Rodrigues;
Nun'Álvares: Sérgio Ribeiro
SL Benfica: Edmilson Sá, Furtado, Rafael Freire e Rodrigo Lemos;
Sporting CP: Henrique Rodrigues
Viseu 2001 ADSC: Fábio Neves

Programa da Seleção:

15 de janeiro de 2020 | quarta-feira
11h30:
treino (Pavilhão Desportos Vila Real)
14h30: regresso aos clubes

 


;

Notícias